Depois de dois anos cheios de altos e baixos, trabalhando no melhor emprego que tive até hoje, na Netshoes, estou dando aquele famoso próximo passo. Dessa vez, pra realizar dois objetivos que sempre tive:

  1. Trabalhar remoto. Trabalhar de casa, de um co-working, de uma empresa de um amigo ou conhecido, da casa da família, de um país diferente. De onde for conveniente.
  2. Trabalhar pra uma empresa fora do Brasil.

Na Netshoes

O trabalho na Netshoes foi sensacional. Se eu fosse criar um gráfico com altos e baixos, acho que ele iria de 0 pra -100 e pra 100 com vários picos, e na verdade isso não é diferente de qualquer outro trabalho. E isso também é ótimo.

Quando cheguei na área, pensei que estava me metendo numa enrascada sem precedentes, mas ao invés disso, vi muita oportunidade de desenvolvimento pessoal e de aplicar muitas novas maneiras de se fazer o trabalho (e melhorar ele) se comparado com o que estava sendo praticado.

O versionamento era SVN, não havia nenhuma metodologia de trabalho, o foco da área era absolutamente grande em sistemas internos e não na web, o time era menos que enxuto: era minúsculo, o trabalho de front-end era 95% feito por terceiros contratados entre tantas outras coisas. Mas tantas MESMO.

O copo meio vazio dizia: “cara, cê tá ferrado. pula fora!”, mas o copo meio cheio mandava eu ficar e mudar o que via que tinha espaço pra melhoria. E foi o que fiz.

Spree

Meu novo trabalho será na Spree. Uma plataforma de e-commerce em Rails, onde vou ajudar na expansão da plataforma e em várias outras frentes. Ao decorrer do tempo vocês descobrem (e eu também! 😉)

Aceito boas vindas e desejos de prosperidade, sinceros ou não, em meu twitter: @danielfilho 😬